Hoje: 29/09/2020
    Horas: 00:00:00
×
Suspeito de matar duas mulheres em motel é morto em troca de tiros com policiais, em Goiás

Suspeito de matar duas mulheres em motel é morto em troca de tiros com policiais, em Goiás

  • 15/09/2020
  • G1

O suspeito de matar duas mulheres em um motel de Caiapônia, no sudoeste goiano, morreu durante uma troca de tiros com policiais militares em uma área afastada da cidade, na BR-158. Segundo a corporação, o investigado era procurado há cerca de dois dias – desde que as mulheres foram assassinadas – e, ao perceber a presença dos policiais se aproximando dele, atirou, tendo sido baleado em seguida.

De acordo com a Polícia Civil, o jovem que matou as mulheres e foi morto em confronto é Tony Henrique Peres, de 21 anos, que havia saído da prisão apenas um dia antes do assassinato.

A morte do suspeito aconteceu na noite de segunda-feira (14). Consta no registro policial que o local em que trocaram tiros com o investigado era perto de uma mata, para onde o homem entrou ao ver os PMs e começar a atirar.

Por ser um local afastado da cidade e não ter sinal de telefone ou internet, a Polícia Militar disse que não conseguiu chamar uma ambulância para socorrer o suspeito. Por isso, transportou o baleado em um carro da corporação, mas registraram que ele chegou morto a uma unidade de saúde.

 

Latrocínio em motel

 

A morte das duas mulheres no motel é investigada como latrocínio, que é o roubo com resultado morte. Um vídeo mostra que Tony pegou dinheiro e o celular das vítimas antes das execuções. Outra gravação mostra as duas implorando para não morrer.

Um bilhete foi deixado pelo atirador no local do crime citando uma suposta "vingança" pela morte de familiares. Porém, a polícia crê que seu único intuito era roubar e acredita que a carta tinha o sentido de "despistar" a investigação.

"Ele adentrou naquele recinto para cometer um crime de roubo e acabou tirando a vida dessas mulheres. Não há nenhuma motivação diferente do que a intenção de roubar. Foram levados pertences, dinheiro e celular dessas vítimas", explicou o delegado Ramón Queiroz, responsável pela investigação.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio:

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho