Hoje: 20/02/2020
    Horas: 00:00:00
×
GOIÁS:  Mulher é presa por forjar sequestro e pedir dinheiro à família

GOIÁS: Mulher é presa por forjar sequestro e pedir dinheiro à família

  • 23/01/2020
  • G1 GO

A polícia informou que falsos criminosos teriam gravado vídeo que simulava agressão, afogamento e tortura

 

Uma vendedora de 26 anos foi presa suspeita de forjar o próprio sequestro para tentar conseguir dinheiro da família, em Goiás. De acordo com a Polícia Civil, os falsos criminosos chegaram a gravar vídeos onde simulavam agredir, afogar e até torturar a mulher. Nas imagens, eles também fizeram ameaças de morte e pediam o pagamento de resgate para deixar o plano mais realista.

Em um dos vídeos, a mulher aparece sentada no chão com os pés e mãos amarrados e marcas vermelhas nas coxas. Em seguida, eles dão tapas no rosto dela e falam que, se não fosse depositado R$ 3 mil, iriam matá-la.

O delegado Carlos Levergger disse que a família da mulher procurou o 5º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia na manhã de quarta-feira (22), logo após receber as imagens de um número privado.

"Paramos tudo que estávamos fazendo e demos prioridade ao caso, pois tratava-se de um sequestro, com risco de vida. Eles ameaçavam matá-la", disse ao G1.

Levergger afirmou que começou a investigar o caso e obteve informações de que a mulher estaria em Guapó, a 45 km de Aparecida de Goiânia. Lá, passou a contar com o apoio do delegado da cidade, Arthur Fleury.

No entanto, antes que fosse encontrada, os policiais souberam que a mulher havia sido liberada do sequestro. Quando ela foi à delegacia, apesar de os vídeos parecerem reais, os agentes desconfiaram. Momentos depois, a vendedora acabou confessando que armou tudo.

"Os vídeos e o depoimento dela tinham algumas informações suspeitas, como alguns golpes e o valor baixo do resgate, o que não é comum. Ela também já tinha passagem por furto. Quando a interrogamos, ela admitiu que estava tentando induzir a família ao erro para depositar dinheiro que ela sacaria porque estava com dívidas", afirmou.

A polícia diz que já identificou e está à procura dos dois suspeitos de participarem do falso sequestro. A mulher foi autuada por extorsão e pode pegar uma pena de até dez anos de prisão.

Os nomes da vendedora e dos rapazes que aparecem na gravação não foram divulgados pela polícia, impossibilitando que a reportagem conseguisse localizar a defesa deles.

    Compartilhar:

Patrocínio

Patrocínio

Recados


De: Rebotec para Ao Interessados
Recado:Ultimamente tá difícil a vida de pedreiro ou carpinteiro no município... Governo cria o MEI para legalizar a atividade e a administração fere a lei para se beneficiar em recolhimento acima do permitido. Em contrapartida têm em suas obras as ilegalidades trabalhistas onde não se sabe se ganham pela prefeitura ou pela empresa licitatória. Mas em tempo que vereador vai para o ponto P e bate no ponto C, fica difícil de um fiscalizar o outro. Enquanto isso vamos construindo uma cidade melhor, pois pelos órgão públicos o prejuízo é grande.
De: Contribuinte para Para Administração Pública
Recado:Boa tarde! A grande maioria dos pioneiros sabem da história complicada do Bairro Guaranorte. Sou morador do Jardim Vitória e estamos em recuperação de ruas, daquele jeito, mas está saindo. Agora o que me preocupou com tristeza é o descaso com o pessoal daquele bairro, para trafegar precisa tirar par-ou-impar entre os veículos. E aquela ponte de madeira! Alguém sabe se é patrimônio histórico? Até parece território desmembrado do município, lá também existe arrecadação de impostos (água, luz e telefone)... e votos. Seria ótimo serem lembrados... pronto falei.
De: Eterno Opositor para Contribuinte aloprado
Recado:Hein, fala mais com minha mão aqui. bibibi.... acho que você é alopradinho e não percebeu que também tinha testemunhas....mas....vi que é alopradinho, puxou estorinhas do baú, sítio do pica-pau amarelo, etc para querer parecer com a razão. beijinho